O LABORATÓRIO

Este é um projeto que resulta da identificação, por parte de um grupo de investigadores, da necessidade de reconhecer e desenvolver um campo científico emergente em Portugal, decorrente do cruzamento de diferentes áreas do saber, no qual se analisam e estudam, a partir de perspetivas teóricas e metodológicas diferenciadas, as condições do nascimento, o seu enquadramento social, político, cultural, institucional, bem como resultados decorrentes dessas realidades.

O que querem as mulheres no parto? Algumas pistas do Babies Born Better Portugal.

O inquérito Babies Born Better é um projeto de investigação acolhido pelo CIES através do qual se procuram conhecer as experiências subjetivas do parto. Surgiu de um projeto internacional, face à constatação de que, quando se pretende avaliar, quando queremos medir a qualidade dos cuidados de saúde materna, quando queremos olhar para os serviços de saúde materna de forma mais ampla e, até, de forma mais crítica, no sentido de tentar perceber o que será necessário melhorar…

A emergência de maternidades “naturalizadas” como uma questão de igualdade e cidadania

Tem-me interessado perceber como é que o naturalismo, enquanto referencial ético e normativo da contemporaneidade, se expressa no domínio da maternidade — em particular na gravidez, no parto e na criação dos filhos — e, por outro lado, que consequências é que a adesão a tais ideários acarreta para as relações de género, nomeadamente no contexto da vida familiar e da conjugalidade. Numa fase mais recente da minha pesquisa, uma terceira nascente teórica começa a ser explorada e é relativa à questão da cidadania e dos novos movimentos sociais. Será́ com base nela que me proponho agora pensar o ativismo, ou os ativismos, em torno da parentalidade e do nascimento, em particular…